× Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Altamiro Fernandes
A vida em verso e prosa
Textos

AMOR EM QUARENTENA
 
Queria tanto poder lhe ver, lhe abraçar...
Usufruir dos seus carinhos, seus beijos.
Afagar o seu corpo e nele me enroscar
Revelando os meus incontidos desejos.
Em devaneios libertarei a minha emoção,
Navegando no oceano do seu corpo escultural.
Tentativa vã há em conter os anseios do coração.
Envolto nos desejos de um louco prazer carnal,
Noto: Em você explodem os desejos. É o tesão!
Aproximação do Nirvana em um gozo colossal
                ************
Eis, aí, a história de um minúsculo e invisível ser que veio mostrar à humanidade o quão pequenos somos: Menores, bem menores, que o temível vírus Covid-19.
 
Imagem: Google
Altamiro Fernandes da Cruz
Enviado por Altamiro Fernandes da Cruz em 29/09/2020
Comentários