× Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Altamiro Fernandes
A vida em verso e prosa
Textos
                                                            
 
VOCÊ NÃO ME QUER: ABORTO-A!
 
 
Hei de matar em mim,
custe o que custar,
esta sua presença!
Me tornarei vazio,
morto em desvario,
com muita insistência!
 
Rasgarei o meu peito,
lhe expulsarei com rebeldia
do meu coração.
Abortarei esse amor,
porque – mesmo apesar da dor -
anseio e quero a solidão!
 
Prefiro ficar deserto afora,
a estar encoberto agora.
Pois o amor será como o leito
de um rio estreito
que chega e vai-se embora.
 
Peço-lhe: - Me perdoa,
se quero a solidão à toa
nesta caminhada que eu quis.
Aborto-lhe e vou sozinho
seguindo esse meu caminho:
-Eu quero e preciso ser feliz!
 
 Imagem: Google
 
Altamiro Fernandes da Cruz
Enviado por Altamiro Fernandes da Cruz em 20/08/2020
Comentários